Big Sur e Jack Kerouac

Beat Generation, Cultura, Livros e Autores
Em 31 de janeiro de 2015
Durante o cafezinho do(a)

Atenção, pode conter spoiler…

“Os sinos da igreja soam uma triste ‘Kathleen’ que o vento sopra até os barracos do skid row enquanto eu acordo todo lamentoso e gosmento, gemendo por conta de mais uma bebedeira e gemendo acima de tudo porque eu arruinei o meu ‘retorno secreto’ a São Francisco tomando todas enquanto me escondia pelos becos com vagabundos e depois fazendo uma entrada triunfal em North Beach para ver todo mundo embora eu e Lorenz Monsanto tivéssemos trocado cartas enormes planejando que eu ia chegar de mansinho, ligar para ele usando um nome tipo Adam Yulch ou Lalagy Pulvertaft (também escritores).” (Kerouac)

(Fonte: Encarte do Documentário One Fast Move or I’m Gone)

Big Sur é uma complexa obra de Jack Kerouac escrita em apenas 10 dias, que se aprofunda em termos psicológicos bastante pessoais do autor, sobre o sofrimento da existência caótica de um poeta beat, a degradação da sua saúde, a descrença espiritual, as pressões da fama como escritor e como ícone. Há uma sinceridade triste na obra com a qual é quase impossível não se conectar, e no documentário “One Fast Move or I’m Gone”, que trata sobre este livro, esta conexão é bem exemplificada, pela relação que as pessoas passam a ter com o livro depois de lido.

Pessoalmente, confesso que compartilho desta conexão com o livro (talvez por isso esteja sendo tão difícil tentar falar sobre ele), mesmo não sendo o meu favorito do Kerouac, é um grande livro. Ao mesmo tempo que é pesado, como se não houvesse forma de terminar a leitura, sem que ou você, ou o autor desistisse daquela história (não por ser ruim, ou difícil, mas sim pela imersão do leitor). Ele também é um livro lindo, no final.

Como um degradado-apaixonado pela vida, Jack compõem uma obra beat, sonora e poética, com suas descrições, divagações e alucinações. E descreve uma viagem diferente da vivida em On The Road. Não gosto muito dessa definição, mas talvez, Big Sur possa ser considerada uma continuação de On The Road, não somente no contexto, mas também em uma compreensão mais essencial da obra.

“’Tenho que fazer alguma coisa senão eu já era’, eu percebo, seguindo o caminho dos últimos três anos de desesperança bêbada que é um tipo de desesperança metafísica e espiritual que você não aprende na escola não importa quantos livros de existencialismo ou pessimismo você lê.” (Kerouac)

Ano que vem o livro completará 50 anos, e existem notícias sobre o lançamento de um longa da história. Esperaremos, pois parece que 2012 será o ano do Kerouac nas telonas. Além de Big Sur, On The Road e Os Vagabundos Iluminados também estão sendo adaptados.

Onde encontrar? Aqui no Brasil, a L&PM possui o livro em português na versão digital (e-book) e impresso como Pocket. Ou pode ser comprado pelo site da Saraiva.

Documentário sobre o livro

“One Fast Move or I’m Gone” é um documentário que trata especificamente do livro Big Sur, e que complementa a experiência de ler a obra e de conhecer um pouco mais sobre o próprio Jack. Já publicamos antes algumas informações sobre o documentário no post Documentários sobre Kerouac.

Envie seu Comentário  Leia os Comentários 

GoodBye Nintendo

Tecnologia
Em 27 de janeiro de 2015
Durante o cafezinho do(a)

A Nintendo resolveu encerrar suas operações no Brasil, um dos motivos foi o alto custo operacional, o imposto sobre o produto tornava os jogos de Nintendo um dos mais caros do mercado, mas não muito longe dos de Xbox e de Playstation que tem operação direta no Brasil.

Como a Nintendo vai deixar saudades eu compilei os melhores jogos do Super Nintendo, o melhor e mais divertido video game que eu tive na minha vida.

Não que o gráfico do Super Nintendo seja superior ao do XBOX360 [meu console atual], mas a época me ajudou a aproveitar melhor a vida do Super Nintendo.

Eu me lembro como era legal ir a locadora no sábado de manhã e alugar um jogo ou correr até a banca de jornal e comprar a mais nova GamePower e ver as dicas e lançamentos.

Bons Tempos…do Finado Super Nintendo.

Super Metroid

1240249445-00

Primeiro jogo de plataforma da minha vida, e um dos mais difíceis. E na época eu nem sabia que o personagem principal era uma mulher.

boss_motherbrain2

Super Mario Kart

supermariokart_snes

Esse foi o meu primeiro Cartucho, sempre jogava com o Mario, mas a maior diversão era jogar “de 2” com algum amigo da Praia, e a regra é simples o video game era seu, então nunca perca em casa.

mariokart

Star Fox

Star_Fox_SNES

A primeira vez que eu joguei foi dois anos antes de ter o Super Nintendo. Na praia você podia pagar por hora e jogar vários jogos, o primeiro que eu joguei foi StarFox e foi uma revolução visual, primeiro pelo uso do SUPERFX [Chip que melhora os gráficos] e depois você era uma raposa que pilotava um caça e tinha que lutar contra um Macaco e tinha colegas de diversas raças [coelho, águia e um Sapo] pra ficar melhor que isso, só se o Fox usasse um tapa olho.

StarfoxGP2

Demons Crest ou Demons Blazon

Demons Blazon snes

Esse jogo tem uma história engraçada, ganhei de uma mãe de um amigo meu, porque ela achava que o jogo era Satanista. Só porque o personagem principal é um Demônio que precisar reunir as pedras do destino para voltar a ser humano.

Foto+Demons+Crest

Aladdin

AladdinEurope

O jogo era bonito e divertido, e tinha uma boa surpresa pra quem chegava ao final.

original

International Superstar Soccer Deluxe

international-superstar-soccer-deluxe-usa

Me viciei nesse jogo e não foi só eu. E olha que eu nem curtia muito futebol, era um dos cartuchos mais alugados da locadora tanto que tinha 5 cópias. Eu sempre jogava com a Italia, Galfano era melhor que Allejo. E o mais divertido era as tardes com o International e meu amigo Humberto um contra o outro falando besteira e comendo fandangos.

issd4_galfano

O Post termina por aqui, mas qual é o seu clássico do Super Nintendo?

Envie seu Comentário  Leia os Comentários 

OLDBOY [2013]

Filmes
Em 22 de janeiro de 2015
Durante o cafezinho do(a)

oldboy-movie-poster-2013-1020769011

O final de semana está chegando e nem sempre a Tv a cabo guarda boas opções para o sábado a noite, recentemente fui até a locadora mais próxima e me deparei com OLDBOY [Versão 2013]. Como já havia assistido a tempos atrás a versão original me vi tentado a ver a nova versão, que não chegou aos nossos cinemas e foi direto para as locadoras e em breve na sua tv a cabo.

O filme tem a direção de Spike Lee, que ficou famoso no final dos anos 80 e inicio dos anos 90 com dois filmes: Malcolm X e Faça a coisa certa. O diretor sempre coloca em destaque a luta racial. Eu não sou um apreciador do trabalho de Spike Lee, acho que só trabalhar com a mesma crítica empobrece a qualidade do trabalho do diretor e o torna bem previsível.

Spike Lee tenta a todo custo criar uma boa versão do filme Coreano [rodado em 2003], mas acaba pecando em vários momentos, fazendo desta nova versão apenas uma boa diversão para uma tarde chuvosa.

O filme tem os mesmo elementos do original: Joe Ducett [um dos meus atores favoritos Josh Brollin] é um calhorda, não respeita seus colegas de trabalho, não respeita os seus amigos e muito menos sua família.

Apesar da sagacidade nos negócios Joe acaba estragando as coisas com sua maneira de agir. Ao andar bêbado pela cidade adormece na calçada e acorda no dia seguinte em um quarto de hotel, onde fica preso durante 20 anos.

sds

Como forma de tortura, seu cárcere [desconhecido] mostra a filha de Joe em um programa de televisão e o sentimento que ela tem sobre seu pai, que de uma hora para a outra desapareceu. Mas tudo muda, quando Joe acorda do lado de fora, com uma missão, ele tem quatro dias para descobrir quem o prendeu e por quê?

Se você viu o filme original vai me perguntar: e a famosa cena do martelo, ficou boa?

Não, ela não ficou boa. Nesta nova versão os inimigos aparecem alinhados esperando o golpe, diferente da versão original, onde temos o “CAOS e o MARTELO”.

oldboy-2013

Além de Josh Brolin o filme ainda conta com a bela Elizabeth Olsen que se destaca por algumas cenas pequenas. E Samuel L. Jackson, que faz uma versão pimp do Nick Fury.

oldboy_33258

Mesmo com tantas críticas ao filme, você pode não notar nada disso se não conhece a versão original. O filme consegue realizar o seu objetivo, que é entreter.

Então se não viu o Original, veja o remake de OLDBOY.

Envie seu Comentário  Leia os Comentários 

Fidelidade ao Café

Café no Mundo
Em 15 de janeiro de 2015
Durante o cafezinho do(a)

card_4

O Starbucks já faz parte do cotidiano da maioria dos brasileiros amantes de café, uma das coisas mais legais é seu Starbucks Card, onde você pode carregar com qualquer valor e usar como forma de pagamento dentro da rede Starbucks [facilitando na hora de pagar].

E dado ao sucesso do cartão, a Starbucks resolveu lançar no Brasil o seu programa de fidelidade o My Starbucks Rewards. Assim a cada compra feita com o Strabucks Card você ganha uma estrela que te faz subir de nível dentro do programa de fidelidades.

st5

A partir do momento que você cadastra o seu cartão no site [Nível Boas Vindas], você ganha uma bebida grátis no dia do seu aniversário*. Além de várias promoções que você recebe por e-mail.

Chegando a 5 Estrelas você é promovido para o Nível Green: os clientes  podem adicionar uma dose adicional de café Espresso [+café] sempre que adquirirem uma bebida e ganhar um Espresso Tradicional na compra de 1 pacote de café (250g) da linha de café em grãos da Starbucks, que possui 9 tipos diferentes, entre torras clara, média e escura.

Alcançando 30 estrelas você se torna GOLD: você tem todos os benefícios dos dois níveis e ainda 1 bebida grátis a cada 12 Estrelas acumuladas, ou seja, a cada 12 transações utilizando o Starbucks Card como forma de pagamento.

Agora sempre que for ao Starbucks não se esqueça de usar o seu Starbucks Card como forma de pagamento.

Lembrando que o cartão pode ser recarregado via WEB ou na sua Loja Starbucks Favorita.

* Consulte os Termos e Condições do programa em www.starbucks.com.br.

Envie seu Comentário  Leia os Comentários 

7 Cenas de Café no Cinema

Cultura, Filmes
Em 14 de janeiro de 2015
Durante o cafezinho do(a)

Café e cinema, cinema e café… O café sempre tem uma ponta nos filmes, então separamos algumas cenas interessantes onde ele aparece. Aproveitem!

 

1 – Thor

2 – Todo Poderoso

 

3 – Spider Man 2

 

4 – Pulp Fiction

 

5 – 1984

 

Do You Like Me?
1984— MOVIECLIPS.com

 

6 – Patch Adams

 

He At Least Listened
Patch Adams— MOVIECLIPS.com

 

7 – Homens de Preto

 

The Worm Guys
Men in Black— MOVIECLIPS.com

 

E uma cena extra, Faltou ainda a grande cena do filme dos Simpsons, após a colocação da cúpula, onde a cafeteira quebra, e o Barney enlouquece gritando “acabou o café!!”.

Esquecemos de alguma cena? Comente a sua cena favorita!

Envie seu Comentário  Leia os Comentários 

O retorno de Lucky Luke

HQs
Em 13 de janeiro de 2015
Durante o cafezinho do(a)

O Ano de 2014 foi um ano importante para os quadrinhos e não estou falando do Domínio da Marvel nos cinemas. Falo dos quadrinhos “autorais”, nunca tivemos no Brasil tantos lançamentos diferentes, algo excelente se pensarmos que esse tipo de trabalho dificilmente seria publicado por aqui.

Entre as boas publicações de 2014, Lucky Luke Vol4 [144 páginas] deu as caras no mês de dezembro. Pra quem não conhece, Lucky Luke é o terceiro quadrinho mais popular na Bélgica, perdendo só para o TinTim e claro Asterix.

Design-Tisch-Lucky-Luke---Schneller-als-sein-Schatten-55x45x55cm-Kinder-Zimmer-330489-2

As tiras são ambientadas no Velho Oeste, seu personagem central é Lucky Luke, um Cowboy que tem a fama de ser mais rápido que a própria sombra. E junto com seu fiel Cavalo Jolly Jumper, Lucky Luke enfrenta os temíveis irmãos Dalton ou o temível Billy the kid.

Assim como Billy The Kid, entre uma história e outra o nosso herói acaba encontrando personagens reais do velho oeste como Calamity Jane, Billy The Kid, Jesse James ou Roy Bean entre outros.

Lucky Luke foi criado em 1946 por Morris e fez sucesso por muitos lugares do mundo, chegando a ter adaptações para o cinema [Duas péssimas por sinal] e um desenho animado [que eu assistia na minha infância].

4544

Mesmo com tanto sucesso e sendo ambientado no velho Oeste Americano, o personagem nunca ganhou as graças nos ESTADOS UNIDOS.

Aqui no Brasil o personagem sai pela editora ZarabatanaBooks e a escolha de iniciar pelo número quatro é mera estratégia, pois esse Volume engloba os anos de 1956 e 1957 a época mais popular do personagem.

A editora promete publicar todos os 24 Volumes lançados na França. Isso completaria a saga do Cowboy. Lembrando que alguns álbuns do personagem já foram lançados no Brasil em especial na década de 70 e com uma boa dose de sorte, você pode encontrar algo no sebo da sua cidade.

clip-art-lucky-luke-240603

Então se gosta de quadrinhos diferenciados, procure Lucky Luke o Cowboy mais rápido do Oeste.

Envie seu Comentário  Leia os Comentários 

Presentes Cafeinados

Inspiração
Em 12 de dezembro de 2014
Durante o cafezinho do(a)

Natal chegando e todo mundo quebrando a cabeça pensando nos presentes que precisam comprar, para tentar ajudar preparamos uma pequena lista de presentes cafeinados para coffee lovers. Curte ai.

 

Moka Bialetti

Com seu inconfundível design de oito lados(octogonal), seus corpos feitos de alumínio polido e alças resistentes ao calor, as Mokas Express são exemplos de excelência e simplicidade.
bialetti-moka
Existem os mais variados tipos de Cafeteiras Italianas com os mais variados preços, confiram na Loja Café Vellini.
Preços: entre R$ 100,00 e R$ 400,00.
 

Cafeteira Dolce Gusto
Praticidade para fazer um bom café e uma imensa variedade de tipos de bebidas é o que a Dolce Gusto propõe, realmente um excelente item para todo adorador de café.

 

dolce-gusto-picollo
Existem diversos modelos de Dolce Gusto, a mostrada na foto é a Piccolo, você pode conferir todas as informações no site da Dolce Gusto.
Preços: entre R$ 300,00 e R$ 800,00
Tumbler Starbucks 

As tumblers são ideais um ótimo presente para quem gosta de levar o seu café quente ou gelado consigo.  Foram lançados dois novos modelos, como a vermelha com desenhos de estrelas prateadas e o nome da marca em prata, o modelo combina com qualquer encontro com os amigos para celebrar a época. Já a segunda versão é dourada e mantem o verde tradicional da marca.

 

tumbler-starbucks-dourado Tumbler-starbucks-red

 

 

 

Você encontra os Tumblers nas lojas Starbucks pelo Brasil.

Preço: R$ 54,90

 

Canecas Turma do Café
Olha a simpática caneca da Turma do Café 🙂
caneca-tdc
Você encontra na Ideal Shop.
Preço: R$ 23,90

 

Moka Clube
 
Que tal um presente que fará a pessoa lembrar de você por um bom tempo ao receber todo mês excelentes cafés em casa, uma assinatura do Moka Clube é uma ótima pedida.

 

moka-clube

 

Você pode fazer a assinatura diretamente no site Moka Clube
Preço: R$ 34,90 / mês

Caixas Café do Mercado

O Café do Mercado preparou diversas caixas para esse natal, uma mais linda que a outra, vale a pena conferir.
SONY DSC
Você encontra nas lojas do Café do Mercado e também pelo site.

Envie seu Comentário  Leia os Comentários 

Christmas Blend Starbucks!

Café no Mundo
Em 9 de dezembro de 2014
Durante o cafezinho do(a)

Faltam menos de quinze dias para o Natal, o espírito das festas já está espalhado pela nossa cidade. As ruas estão iluminadas e a correria para comprar presentes toma conta da cidade. Para pensar melhor, nada melhor do que um bom café.

E assim como manda a Regra, o Starbucks entrou no clima do Natal. Temos bebidas especiais e guloseimas. Fomos convidados a conhecer as novidades do cardápio e fomos auxiliados pelo Coffee Master Rafael.

St

Entre as bebidas divertidas o destaque fica por conta do Cranberry Chocolate branco, uma mistura de expresso, leite vaporizado, chocolate branco e chantilly. Para dar um toque de classe, por cima temos uma deliciosa calda com pedacinhos de Cranberry.

Se você prefere as bebidas divertidas ao invés do café essa será a sua melhor escola. O mais legal, que a bebida pode ser preparada tanto quente como gelada ou como um Frappuccino.

Cranberry !!!

Cranberry !!!

Nessa mesma linha temos o Floresta Negra, [ela vem para satisfazer os amantes de chocolate]. Mas a bebida já fez parte do cardápio do Natal passado. Então já é um grande conhecido dos clientes da Starbucks.

Apesar das duas bebidas a estrela desse Natal fica por conta do prestigiado Christimas Blend. O café mais aguardado do Starbucks. Esse Blend já faz parte do cardápio a mais de 30 anos e só aparece na época do Natal, [Mas toda espera é recompensada].

Seu sabor é bem marcante e seu preparo é uma mistura de grãos de diversas regiões do mundo, e que se torna mais especial ao passar por um processo de envelhecimento de até cinco anos, na ilha de Sumatra.

Na minha degustação senti um delicioso sabor de nozes com um toque bem adocicado [recomento provar sem a adição de açúcar] ao mesmo tempo, traz uma acidez que remete aos melhores cafés do mundo.

IMG_4356

Quando for a loja, siga os passos do Coffee Master Rafael: Respire fundo e sinta o aroma da bebida, depois Sorva uma pequena quantidade de café e perceba como ela atinge os seus sentidos.

Esse é o momento de compartilhar a memória que a bebida remete. Compartilhar experiências é sempre a melhor maneira de se aproveitar um café entre amigos.

Além disso, o Christmas Blend pode ser servido no Starbucks em uma elegante Prensa Francesa! Uma excelente pedida para aproveitar uma tarde em boa companhia.

Claro você ainda pode escolher levar o delicioso café para casa, em pacotes de 50g e 250g. Com a opção de ser moído na hora, ideal para personalizar sua bebida de acordo com seu tipo de máquina.

Depois de tanto café, nada melhor do que boas guloseimas para acompanhar. A Starbucks já tem em seu cardápio alguns Donuts, mas faltava a clássico Donuts de doce de Leite. E para melhorar a coisa, o doce vem com uma bela roupagem de Natal [Cobertura de Glace e Açúcar nas cores do Natal]. Infelizmente ele vai embora, mas quem sabe se mandarmos muitos e-mails o Donuts de Doce de Leite fica.

Donuts e Panettone...ah como eu amo o Natal

Donuts e Panettone…ah como eu amo o Natal

Como o Starbucks é uma empresa nascida nos Estados Unidos, não podia faltar os tradicionais [E que se depender vira tradição por aqui] biscoitos de Gengibre. Para esse ano temos duas versões, uma em formato de Árvore com cobertura de chocolate [a mais gostosa] e o clássico Gingerman.

Gingerman continua feliz mesmo aos pedaços

Gingerman continua feliz mesmo aos pedaços

Mas já que estamos no Natal, não pode faltar um bom Panettone, que esse ano chega em dois sabores: Chocolate Trufado e o de Caramelo [você não pode ir embora sem provar o de Caramelo]. A Starbucks vende em duas versões, 130g e 750g as duas vêm embaladas em uma bela lata, uma boa dica para os indecisos na hora de presentear.

Depois disso não se esqueça de ir ao Starbucks provar o Christmas Blend e aproveitar uma das guloseimas de Natal.

Envie seu Comentário  Leia os Comentários 

No Limite do Amanhã!

Filmes
Em 2 de dezembro de 2014
Durante o cafezinho do(a)

Esperei chegar às locadoras o último filme do astro Tom Cruise, apesar dos seus últimos trabalhos não terem empolgado ninguém, aprecio a carreira do ator, mesmo que ao passar do tempo ele não tenha se reinventado tanto quanto a profissão demanda, e por vezes ele pareça um clichê ambulante.

tom-cruise-em-trailer-de-no-limite-do-amanha-de-doug-liman-1386789133507_956x500

Mas posso arriscar em dizer que No Limite do Amanhã, seja seu melhor trabalho nos últimos três anos [nesse tempo ele fez cinco filmes]. O filme é baseado em All You Need is Kill, um mangá de Hiroshi Sakurazaka, não posso dizer que seria uma adaptação, mas apenas uma inspiração livre, muitas coisas estão presentes, como o loop temporal, mas a fisionomia do inimigo mudou bastante [lembrando um pouco Matrix].

Na direção temos Doug Liman, conhecido mais pelo seu trabalho de produtor do que como diretor [Jumper seu trabalho mais conhecido]. Para este trabalho, Liman buscou referencias em um dos maiores diretores do seu tempo Paul Varhoeven. Usando a mesma lógica e Robocop e Guerras Estelares, onde a guerra consegue atrair cada vez mais pessoas com sua propaganda.

no-limite-do-amanha04-79512

No filme temos Cruise como Cage, um publicitário que acaba sendo colocado como desertor depois de desacatar uma ordem de um superior. E se vê obrigado a ir para o combate contra uma raça de alienígenas que tenta dizimar a vida na terra, Cage, não entende nada de guerras, ele é um burocrata e se vê jogado na Praia [Uma referencia clara ao dia D].

Por sorte, Cage acaba matando um inimigo e entrando em Simbiose com ele. Assim, toda vez que Cage morre o tempo é resetado, voltado para o dia inicial, mas sem que Cage perca as lembranças do ocorrido. Como ninguém acredita que ele sabe tudo o que vai acontecer, Cage procura a maior propaganda dessa guerra, a soldado Rita “aka badass” [interpretada pela bela Emily Blunt]. Ela também passou por uma experiência parecida e treina Cage para avançar cada vez mais no tempo da batalha.

Emily-Blunt-No-LImite-do-Amanhã-700x357

Por conta do loop temporal, as cenas se tornam repetitivas, ai temos o trunfo da escolha de Tom Cruise para o papel principal, ele consegue dar um tom de humor ao mesmo tempo em que mostra a evolução física do personagem.

O diretor poderia ter feito uma escolha errada ao retratar essa volta no tempo, mas ao escolher recortes diferentes e mudanças de ângulo para uma mesma história. Tirou o filme do marasmo, algo que acontece com o filme Contra o tempo do diretor Ducan Jones.

edge-tomorrow2-wili-coyote2

Se você gosta de um bom filme de ação ou ao menos do Tom Cruise, Alugue No Limite do Amanhã e não se arrependa.

Envie seu Comentário  Leia os Comentários 

Novas Máquinas Dolce Gusto

Café de Casa, Inspiração
Em 27 de novembro de 2014
Durante o cafezinho do(a)

LogoNDG

No post passado eu falei das novas cápsulas da família Dolce Gusto, no post de hoje vou falar do lançamento das novas máquinas e a promoção do Black Friday.

O primeiro lançamento fica por conta da máquina OBLO, o design foi inspirando em uma escotilha náutica, mas sinceramente ela me parece com algum aparato criado por Stanley Kubrick para seu filme 2001 uma Odisseia no Espaço. A OBLO está disponível na cor branca [a branca seria a minha escolha para o Natal] ou vermelha.

Apaixonado pela OBLO

Apaixonado pela OBLO

O segundo lançamento é para reforçar o sucesso da máquina Mine Me [clique e leia sobre seu lançamento] a empresa resolveu investir em uma nova cor, já que as máquinas hoje fazem parte da mobília dos apreciadores de café.

Mas o maior lançamento fica por conta da parceria entre Dolce Gusto e o artista de N.Y Billy the Artist. Conhecido por trabalhar com arte urbana, Billy emprestou seu talento para personalizar a Genius II [Fabulosa máquina automática]. Infelizmente essa edição é bem limita e será vendida apenas pelo site oficial da Dolce Gusto.

foto 3

Depois de ver essas belas máquinas, a Dolce Gusto preparou uma excelente promoção para o Black Friday.

Já que as máquinas precisam de cápsulas, por que não unir o útil, com o agradável então:

Na compra de 15 embalagens de Cápsulas, ganhe 1 máquina Piccolo.

Na compra de 20 embalagens de Cápsulas, ganhe 1 Mine Me.

Na compra de 25 embalagens de Cápsulas, ganhe 1 Genius II.

Na compra de 30 embalagens de Cápsulas, ganhe 1 Genius II Billy the artist.

foto 4

Claro essa promoção Só vale para o dia 28 de Novembro de 2014. No site oficial da marca: www.nescafe-dolcegusto.com.br

 

 

Envie seu Comentário  Leia os Comentários